Wednesday

Episódio IV - A preparação



A cabeça do Santos não parava. Estava em stress....Seria possível ganhar dinheiro com o projecto? Na venda do arame? Ele sabia que eram muitos quilómetros…Mas quantos? Não podia começar a sonhar…Nem sabia se o ministério ia aprovar a ideia.

Tinha a marmita a ferver. Em muito pouco tempo, muita coisa tinha acontecido. Tinha que relaxar.
Sentou-se na sala, para descansar, mas a preocupação era bem maior.

"Ó Idália”, gritou ele para a mulher, “sabes quantos quilómetros são do Pólo Norte ao Pólo Sul?"
"Já está a dar o concurso da Tv?" gritou ela da cozinha.
"Não, mulher… por acaso sabes?"
"Não sei, mas deve ser mais do daqui a Badajoz e voltar. Vai ver ao mapa da minha agenda. Daqui a Paris são 4 cm, por isso deve ser mais”.

Santos calou-se e pela primeira vez na vida ficou a pensar.

Abel, passara a noite, a estruturar a ideia.
Esticar um arame pela Europa, não era coisa fácil. Não podia ir por baixo do chão, senão não se via e não tinha dignidade nenhuma. Tinha de ir a uma altura considerável, para evitar que batessesm nele. Além disso, evitava que estendessem roupa, o que era pouco dignificante para aquela obra. Também pensava na quantidade de pombos pousados no meridiano. Não era agradável confundir o “monumento” com um fio telefónico. Muitos problemas iriam aparecer. Nesta fase, o que interessava era aprovar o conceito. Não tinha dúvidas que tal obra, quer pela sua envergadura, quer pela sua importância, iria ser alvo de estudos. O Governo iria criar uma comissão para a execução da obra. No fim de tudo, era o nome da Nação que se espalhava...pela Europa e pelo Mundo.
Ele acreditava que o Meridiano era viável, só não sabia como conseguir ficar com os louros. Afinal, era uma ideia sua. Desde o Santos, até ao Ministro, um grande grupo de pessoas iria querer brilhar com o projecto. Disso, não tinha a minima dúvida.
A única hipótese era não apresentar os elementos todos. Assim,quando houvesse confusão, ele tinha as soluções. E seria ele a brilhar. Quem sabe uma promoção, um gabinete novo, ar condicionado…..
Seria mesmo capaz? A única vez que tinha conseguido por uma ideia em prática, foi colocar uma tomada na casa de banho...e a coisa não funcionou. Tinha de acreditar que conseguia. Sorriu e pensou em voz alta: O Meridiano de Abel, também conhecido pelo Meridiano do Seixal. Era sem dúvida um bom nome…

O Chefe entrou no departamento 15 minutos mais cedo. Isso significava procupação.

"Abel”, gritou ele,...”como está o nosso projecto?"
Nosso projecto, era ruído para os ouvidos de Abel. Era dele e não "nosso".
"Está a andar, Sr Santos" respondeu.
"A andar?...era para estar pronto hoje. A andar estás tu, não tarda nada"
"Ó, chefe, isto não é tão fácil como pensa..."
"Abel, se não é fácil, a culpa é tua. Eu quero apresentar o projecto amanhã no ministério, e vais comigo...desenrrasca-te"

Abel não acreditava no que ouvia. Ia à reunião! A coisa tinha hipóteses de não lhe fugir das mãos.....


A reunião foi marcada, para o dia seguinte com o Secretário de Estado…


2 Comments:

Blogger Mushu said...

Já li este, podes pôr mais...

4:24 AM  
Anonymous Anonymous said...

What a great site »

3:22 AM  

Post a Comment

<< Home